Doces e tradições

Lembrancinhas com a cara do Brasil

Publicado em Curiosidades Planejamento do casamento 10/01/2020 às 9:01
Foto: Pixabay

Existem inúmeros elementos da cultura brasileira, dança, música, culinária que marcam e demonstram o nosso misto de amor e gingado. Existem objetos e guloseimas que um bom brasileiro reconhece em qualquer lugar e sabe valorizar. Para os casais que estão procurando lembrancinhas para oferecer aos convidados, é uma grande ideia.

Podendo ser um reflexo da região onde nasceram, ou algo que façam recordar de uma tradição que tenha sido parte da vida do casal. A seguir veja algumas dicas para criar sua lembrancinha com a cara do Brasil.

Fitinhas do Bonfim

É uma tradição da Bahia, surgida no século XIX. A fita original era chamada de “medida do Bonfim”, o nome foi dado devido ao comprimento que tinha (47cm), que seria a medida do braço da estátua de Jesus exposta na Igreja do Senhor do Bonfim. Cerca de, 1950, os fiéis que pregavam e pagavam promessas aos santos adquiriam as fitas como lembrança, usavam-nas como um colar e penduravam medalhinhas.

A medida era feita em seda, com o desenho e o nome do santo bordados, o acabamento era feito em dourado e prateado. Já na década de 60 a fitinha passou a ser colocada nos pulsos, era comercializada nas ruas de Salvador, foi adotada pelos hippies baianos, acessório obrigatório.

LEIA MAIS: Casamento de princesa: Noiva entra no altar com cavalo alado

Ashley Grahan lança coleção de vestidos de noivas plus size com Pronovias

Tradição

A tradição popular diz que deve ser enrolada duas vezes no pulso e amarrada com três nós. E a cada nó você precede um pedido, realizando mentalmente, e que deve ser mantido em sigilo até o rompimento da fita naturalmente, que significa que os desejos foram concedidos. Não precisa ter nascido na Bahia para se aderir a essa tradição, podendo usá-la como enfeite ou lembrancinha clássica: o bem-casado.

Foto: Pixabay

Paçoca

É um doce tradicional brasileiro à base de amendoim, farinha de mandioca e açúcar, típico da comida caipira do estado de Minas Gerais e São Paulo. Tradicionalmente consumida em festividades da Semana Santa, além da culinária em si, é um ritual cristão que valoriza o amor e a harmonia em família. Há paçocas industrializadas que também são consumidas o ano inteiro. Essa lembrancinha fará com que os seus convidados voltem à infância.

Havainas

Quem nunca usou Havaianas que atire a primeira pedra! A marca, tornou-se um símbolo da brasilidade, é uma lembrancinha bastante útil, depois da cerimônia e da recepção, os convidados irão ter comodidade na festa, especialmente as convidadas que estarão de salto.

Muitos dos fornecedores personalizam as havaianas, colocam desenhos específicos, uma logomarca do casamento ou apenas o nome do casal e a data da cerimônia. Um detalhe, mas que vai servir para seus amigos e familiares depois da festa.

Sonho de Valsa

Com um nome romântico, impossível não associar o bombom ao sonho de um casal. A embalagem mudou ao longo dos anos, mas segue com um papel metalizado de cor rosa intenso. Composto por uma casquinha crocante, coberta com duas camadas de chocolate, recheado com creme de castanha de caju. É uma lembrancinha simples, mas que encantará os convidados.

Cachacinha

Permitida para convidado maiores de 18 anos, especialmente para cerimônias no campo, que contam com decoração rústica, que coloca em destaque uma tradição do interior do país, que produz cachaça artesanal de inúmeros sabores. Podem optar por um gosto que tenha a ver com a região onde vivem, como a cachaça de banana no Nordeste, para deixar algo mais personalizado, pode-se encomendar rótulos para garrafinhas com o nome do casal e a data.

O Brasil é gigantesco, um país cheio de cultura que, em cada região, podemos criar inúmeras lembrancinhas típicas, que poderão deixar as cerimônias ainda mais pessoais.

Compartilhe
Publicado por
Vem Casar Comigo

Comentários