publicidade
04/out
mitose

Biologia: relembrando a mitose

04 / out
Publicado por Giliard em DICAS às 10:52

Você já deve ter estudado sobre a divisão celular, mas nunca é demais relembrar, certo? Vamos lá!

A divisão celular é o processo em que a célula mãe aumenta sua quantidade e divide seus cromossomos entre duas células filhas geneticamente idênticas e com o mesmo número cromossômico.  Ou seja, uma divisão equacional.

A mitose, uma divisão celular de seres vivos eucariontes (fungos, plantas, animais, humanos), serve para reparar tecidos lesados, substituir células mortas, ajudar organismo a crescer, etc…

As células são classificadas em haploides e diploides e configuram um processo continuo de etapas. São elas:

Prófase: a primeira fase do processo é responsável por fazer a preparação dos cromossomos para serem movimentados pelo citoplasma da célula. É nessa etapa que o DNA da célula começa a se auto condensar para melhor mover. O nucléolo desaparece junto com a membrana celular e o centríolo se duplica e migra para outro extremo da célula, para formar fibras de fuso e microtúbulos.

Metáfase: a segunda fase caracteriza a movimentação de cromossomos que a prófase preparou. É o máximo grau de espiralização dos cromossomos. Com a condensação, as fibras vão de polo a polo e se ligam aos cromossomos pelos centrômeros, então, forma-se a placa equatorial. Nessa etapa não ocorre alteração do número de cromossomos e teor do DNA.

Anáfase: configura a fase de separação. Os cromossomos são separados e duplicados e cada um vai migrar para a cromátide irmã. Esses processos geram um cromossomo independente.

Telófase:  na etapa final, todos os cromossomos já estão nos centríolos e a cromatina começa o processo de descondensação. Os nucléolos e membrana nuclear voltam a funcionar.

Intérfase: é quando a célula não está se dividindo. Apesar do descanso celular, está em plena atividade. É dividida em três fases. A fase G1: a célula não está se dividindo, porém fazendo as funções vitais para o organismo. A fase S: passa o material genético para as células filhas e duplica a quantidade de DNA e cromatina. A fase G2: inicia a divisão celular, através de energia, proteínas e organelas.

Lembrando que as fases Gap, G1 e G2, configuram os pontos de checagem. Em caso de algum erro, a interfase é interrompida e a divisão não procede. As células podem também entrar na fase G-zero e voltarem a dividir-se quando necessário. Vale ressaltar que algumas células quando entram em G-zero, não mais voltam as suas atividades. É o caso dos neurônios, células que não mais se regeneram em caso de danos que possam impedir a continuação da divisão celular.


FECHAR